Nº de acessos

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Popular é preso com animais silvestres em Santa Cruz





Na manhã desta segunda-feira (18) policiais da 1ª Companhia Independente de Policiamento do Maio Ambiente (CIPOMA) realizaram mais uma operação, que resultou na apreensão de 71 pássaros que estavam sendo comercializados na feira livre do município.

De acordo com as informações, a operação foi motivada com base em denúncias anônimas e, ao chegarem até o bairro Centro, as informações foram comprovadas.

Com Severino Isídio da Silva (mais conhecido por “Biro-biro”) estavam 63 pássaros colocados à venda em diversas gaiolas e na casa do acusado, que não teve seu endereço revelado, mais oito pássaros foram localizados.De acordo com o sargento responsável pela operação, Isídio, além de comercializar os animais, era quem apontava quais os melhores para serem adquiridos e os melhores locais para compra de tais animais.

Cerca de 10 espécies foram encontradas, algumas em grande risco de extinção como o “galo de capina”, “azulão” e o “pinta-silvo”. O costume de criar animais silvestres sem autorização, presente em cidades brasileiras, coloca em risco diversas espécies de animais, sendo que as aves são as mais atingidas.

Sensação de Impunidade

O caso foi conduzido a delegacia de Santa Cruz do Capibaribe e, de acordo com os policiais, Severino poderá responder em liberdade pelo crime de tráfico de animais silvestres até que a Justiça se pronuncie sobre o fato.

O destino dos pássaros será a Capital Pernambucana, onde eles serão analisados por veterinários e readaptados (caso necessário) para serem soltos e voltarem a viver em ambiente natural.

Um dos policiais que estiveram na operação relatou que penas para esse tipo de crime são brandas e que as leis vigentes não impedem que o tráfico de animais continue no país.

Denúncias contra esse tipo de crime podem ser levadas ao CIPOMA através do número (081) 3181-1700.



Do  Patrulha do Agreste 

Nenhum comentário: