Nº de acessos

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Morre Zé do Rádio o torcedor mais chato do Brasil



Morreu nesta quinta-feira Ivanildo Firmino do Santos, o "Zé do Rádio", torcedor símbolo do Sport. Transplantado cardíado há 13 anos, portador de diabetes e hipertenso, ele teve uma parada cardíaca durante a madrugada e deu entrada no Hospital Português, no Recife, sendo reanimado. No entanto, teve nova parada enquanto estava na Unidade de Recuperação Cardiotorácica e não resistiu. Tinha 69 anos.

Ícone popular em Pernambuco, "Zé do Rádio" era conhecido como "o torcedor mais chato do Brasil", apelido que ganhou do ex-técnico Zagallo nos anos 90. Tudo por causa de seu rádio gigante e barulhento, sempre ligado no volume máximo, além de seus infindáveis gritos para cornetar os treinadores adversários na Ilha do Retiro.




Zé era tão querido que virou até "bonecão" no Carnaval pernambucano, desfilando pelas ruas de Recife e Olinda na época da festa.

Em 2007, ele entrou até para oGuinness Book, o livro dos recordes, como "torcedor mais chato do mundo". "Rubro-negro doente, há 15 anos ele atanaza a vida dos treinadores adversários que enfrentam o seu time, não só em Pernambuco como em outros Estados brasileiros", descreve a publicação.

Segundo informações do hospital, a família de Ivanildo que um velório e um enterro discretos. O Sport ainda não se pronunciou sobre a morte de seu torcedor símbolo.

Leia a nota do hospital sobre Zé do Rádio:




Ivaldo Firmino dos Santos, mais conhecido com "Zé do Rádio", deu entrada no Real Hospital Português na madrugada de hoje (21/05), em parada cardiorrespiratória. Foi reanimado e internado na Unidade de Recuperação Cardiotorácica (URCT). Fez nova parada cardiorrespiratória, não respondendo às manobras habituais, sendo o óbito constatado às 10h30. Zé do Rádio era transplantado cardíaco há 13 anos, portador de diabetes, hipertenso e renal crônico.



Dra. Deuzeny Tenório - cardiologista e coordenadora do Programa de Transplante de Coração do Real Hospital Português.

Nenhum comentário: