Nº de acessos

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

A falsa Bomba e o silêncio de Zé Augusto



"Essa oposição que tem sido feita em Santa Cruz não tem futuro, pois é feita com anarquia e com gozação" disparou o deputado.


Em meio a toda zoada em torno da falsa ‘bomba’, prometida por parte dos vereadores do grupo Taboquinha, fica claro que o deputado federal José Augusto Maia (PROS) não foi consultado sobre o tema e nem sobre estratégias para lidar com um tema tão importante e delicado quanto é o Calçadão Miguel Arraes de Alencar.


Vale a pena lembrar que há alguns meses Zé Augusto fez críticas abertas a forma como Ernesto Maia (PSL), Carlinhos da COHAB (PSL) e Deomedes Brito (PT) fazerem oposição ao grupo liderado pelo prefeito Edson Vieira (PSDB). Zé não poupou seus ‘aliados’ e taxou de irresponsável e gozadora a forma dos mesmos atuarem na cena política local. “Se esse pessoal não se redimir, se não reconhecer o resultado das urnas, vão virar terceira via (…). Essa oposição que tem sido feita em Santa Cruz do Capibaribe não tem futuro, pois é feita com anarquia, com gozação. Temos que fazer uma oposição propositiva, apontando os erros e as soluções para os problemas”, falou.

Com tais palavras Zé reprovava escancaradamente o grupo de vereadores e ainda por cima, os jogava contra a opinião pública, em especial, contra o eleitorado Taboquinha e de quebra invocava a ira do sobrinho que chegou a dizer, “Se Zé Augusto for candidato eu vou para casa, porque sei que não vai trazer voto do Boca-Preta. Zé Augusto hoje é um nome limitado, não agrega voto de adversário e eu quero voltar em alguém que ganhe em Santa Cruz”, disse Ernesto em uma das primeiras edições do programa 'Oposição em Ação' do mês de outubro de 2014.

Uma coisa é certa, mais cedo ou mais tarde Zé Augusto irá quebrar o silêncio e quando tal fato ocorrer, não apenas Ernesto e companhia limitada estarão em sua alça de mira, mas também Fernando Aragão (PROS) que iniciou com o pé esquerdo sua trajetória como líder da bancada de oposição na Câmara de Vereadores.




Do Patrulha do Agreste /fonte: Direto ao Ponto

Nenhum comentário: