Nº de acessos

sábado, 29 de agosto de 2015

Prefeitura de Santa Cruz realiza Conferência sobre os direitos de pessoas com deficiência.






 Salas temáticas foram montadas para apresentar propostas indicando a melhoraria da qualidade de inclusão social a nível municipal, estadual e federal.


A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, através da Secretaria de Cidadania e Inclusão Social e do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COMDEF), realizou na manhã desta sexta-feira (28), a terceira Conferência Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O encontro ocorreu no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) e teve como tema, "Os desafios na implementação da política da pessoa com deficiência e sua transversalidade nos direitos humanos".

O objetivo do congresso é analisar e propor novas políticas públicas voltadas ao segmento, com fundamento nos desafios para efetivar a política e transversalidade, com foco na melhoria da qualidade de vida de pessoas com deficiência.

“Estamos implantando varias ações no município para assegurar verdadeiramente o direito das pessoas com deficiência. O nosso governo tem sido de inclusão, um governo que faz parcerias necessárias para poder avançar e continuar sendo referência na luta dos direitos das pessoas com deficiência”, falou o prefeito, Edson Vieira.

Alessandra Vieira, Secretária de Cidadania e Inclusão Social, destacou o valor da terceira Conferência Municipal do Direito da Pessoa com Deficiência. “A conferência é um dos momentos mais importantes da gestão, abrimos espaços para pessoas com deficiência e seus acompanhantes reivindicarem os seus direitos”.

“É de conferências e fóruns com esse que a gente implanta ações de políticas públicas para pessoas com deficiência, tirando propostas do papel e as colocando em prática”, destacou Renê Romualdo, Presidente do COMDEF.

A participante Patrícia Pedrosa, disse que a inclusão em Santa Cruz tem evoluído gradativamente. “Podemos observar que a cada ano que se passa a inclusão está sendo mais abrangente em Santa Cruz. Meu desejo é que a sociedade civil como um todo seja mais participativa e que a inclusão deixe de ser vista como um clamor e passe a ser observada com naturalidade”.

O encontro contou com cadastramentos, interpretação do Hino Nacional Brasileiro através da língua de sinais (Libras), leitura do regimento, formação de três eixos de debate, onde foram elaboradas propostas de políticas públicas do seguindo para aprovação em plenário. No final da manhã, houve escolha dos delegados que irão representar o município na conferência estadual.


Do Patrulha do Agreste / fonte: Assessoria

Nenhum comentário: