Nº de acessos

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Hospital Mestre Vitalino pode fechar


Na noite de segunda-feira (10) mais um grave problema na saúde de Pernambuco foi mostrado pela imprensa, envolvendo um dos principais hospitais da região agreste: o Hospital Mestre Vitalino.

Entenda o caso:

Localizado as margens da BR-104, na cidade de Caruaru, o hospital atende a cerca de 50 municípios e, devido à falta de repasse de recursos por parte do Governo do Estado a Fundação Altino Ventura, que administrava a unidade, o hospital está com sérios riscos de fechar as suas portas.

Uma reunião foi realizada no fim da tarde de ontem com representantes da Fundação e da Secretaria de Saúde do estado e lá foi anunciado que a Fundação Altino Ventura rescindiu o contrato.

Com isso, o hospital está sem direção e os funcionários do hospital (cerca de 800) foram orientados a ficar de aviso prévio ou seja: podem ser demitidos nos próximos 30 dias.

Em nota, a Secretaria de Saúde garantiu que já toma providencias para que o hospital possa continuar suas atividades. Já a Fundação alegou que ficará a frente do HMV pelos próximos 30 dias ou até um pouco mais, até que a transição para outra equipe possa acontecer.

A verdade que vem à tona

Em maio deste ano, 44 funcionários haviam sido desligados do quadro de pessoal (incluindo nove médicos) sob a alegação de que eles não prestavam atendimentos e que seriam enviados para programas de qualificação profissional.

O fato evidencia ainda mais uma dor de cabeça para o governador Paulo Câmara (PSB) que governa um estado com um grande grau de endividamento e sendo forçado a promover ainda mais corte de recursos em áreas essenciais como segurança, saúde e educação.

Um exemplo disso é a categoria de policiais civis, que não vem obtendo acordo com reajustes salariais e faz constantes ameaças de greve.

O que tem para hoje

Nesta terça-feira (11) uma nova reunião será realizada entre representantes da Secretaria de Saúde na busca de resolver mais esse impasse. Os valores da dívida total do estado com a Fundação não foram informados.



Do Patrulha do agreste /fonte blog do Ney Lima

Nenhum comentário: