Nº de acessos

domingo, 12 de abril de 2015

Pedro Correa condenado no "mensalão" é transferido de presídio


O ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE) chegou pouco depois das 17h ao Centro de Triagem Professsor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife. A informação foi confirmada pela Polícia Federal de Pernambuco. Ele foi citado na Operação Lava Jato e será levado por agentes da Polícia Federal, na manhã de segunda-feira (13), ao Aeroporto Internacional do Recife, onde embarca para Curitiba (PR).

Condenado pelo processo do Mensalão do PT, o político cumpria pena em regime semiaberto no Centro de Ressocialização do Agreste (CRA), em Canhotinho, Agreste de Pernambuco, de onde saiu na tarde deste domingo (12), por volta das 14h30, em uma van escoltada por policiais

A transferência de Pedro Corrêa para a carceragem da Polícia Federal em Curitiba foi autorizada pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), na sexta-feira (10).  Corrêa é um dos alvos da 11ª fase da operação Lava Jato, deflagrada na sexta e voltada para crimes na Caixa Econômica Federal (CEF) e no Ministério da Saúde.

Já nas investigações sobre o esquema de corrupção na Petrobras, ele teve o nome citado pelo ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, como recebedor de propina de R$ 5,3 milhões.

O pedido de transferência foi encaminhado ao ministro Luís Roberto Barroso, responsável pelas execuções penais do presos no processo do mensalão. No mandado de prisão preventiva – cujo prazo é indefinido e visa prevenir a ocorrência de novos crimes – o juiz Sergio Moro, responsável pelos processos relacionados à Operação Lava Jato no Paraná, autoriza o uso de algemas caso os policiais considerem necessário.

Pedro Corrêa foi condenado a 7 anos e 2 meses de prisão no processo do Mensalão por recebido dinheiro em troca de apoio político no Congresso ao governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


Do Patrulha do Agreste / fonte G-1 / foto: Antônio Coelho/TV Globo)

Nenhum comentário: