Nº de acessos

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Ex-deputado Pedro Corrêa é condenado mais uma vez


O grande aliado do prefeito do Brejo Dr. Edson parece não receber bos notícias
Pedro Corrêa um dos maiores corruptos de Pernambuco recebe nova condenação.



A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira (10) três ex-deputados e outras quatro pessoas durante a 11ª fase da Operação Lava Jato, que investiga o esquema de corrupção na Petrobras.

Intitulada "A origem", a nova etapa da Lava Jato tem ações em andamento nos Estados de São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Ceará e no Distrito Federal. A fase tem como foco crimes relacionados a três grupos de ex-agentes políticos após o envio de inquéritos que estavam no STF (Supremo Tribunal Federal).

Os três ex-deputados detidos são: André Vargas (ex-PT-PR), Luiz Argôlo (ex-PP e hoje Solidariedade-BA) e Pedro Corrêa (PP-PE). Também foram detidos Leon Vargas, irmão de André Vargas, Elia Santos da Hora, secretária de Argôlo, Ivan Torres, apontado como laranja de Corrêa, e Ricardo Hofman, diretor de agência de publicidade. Também são alvo da nova etapa outros órgãos federais além da Petrobras.

Apontado como laranja de Pedro Corrêa, Ivan Mernon foi preso em Niterói, no Rio de Janeiro. A secretária de Argôlo, Elia Santos da Hora, foi detida em Salvador. A PF prendeu Leon e Vargas em Londrina (PR). Já Argôlo foi preso em Salvador e Hoffman, no Distrito Federal.

A atual fase tem por objetivo a investigação realizada em diversos inquéritos policiais e a partir da baixa de procedimentos que tramitavam perante o Supremo Tribunal Federal, apurando fatos criminosos atribuídos a três grupos de ex-agentes políticos. Segundo a PF, os crime abrangem organização criminosa, quadrilha ou bando, corrupção ativa, corrupção passiva, fraude a procedimento licitatório, lavagem de dinheiro, uso de documento falso e tráfico de influência.

Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Da Folha de S.Paulo – Flávio Ferreira

Nenhum comentário: