Nº de acessos

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Elemento acusado de matar Amós Silva morre em troca de tiros com a polícia = Justiça expede mandado de prisão após a morte do procurado

 

Téo estava foragido desde o dia do crime

Depois de muita expectativa a  Comarca de Santa Cruz do Capibaribe expediu o mandado de prisão contra o suspeitoso de assassinado o cantor evangélico Amós Antonio da Silva de 32 anos, que foi executado no dia 27 de Outubro deste ano na vila de Poço Fundo zona rural de Santa Cruz do Capibaribe. O Juiz Dr. Rildo Vieira da Silva, entendeu que havia provas e elementos suficientes para atender a solicitação da DPH de Santa Cruz responsável pelo caso.


Relembre o caso:



O corpo da vítima foi encontrado na manhã da segunda-feira (27), por volta das 10:h, um na no distrito de Poço Fundo zona rural de Santa Cruz do Capibaribe, informações obtidas com a polícia a vítima é cantor Amós Antônio dos Santos de 32 anos, o mesmo foi executado a pedradas e teve seu coro arrastado até o local onde foi encontrado por populares que residem nas proximidades.

Os policiais da Delegacia de Proteção e Homicídios (DPH) foram até o local e deram início as investigações, os Peritos do Instituto de Criminalística (IC) também estiveram no local e coletaram matérias que serviram de para esclarecer como aconteceu o crime.
O corpo foi encaminhado par o IML da cidade de Caruaru.

O mandado chegou tarde!

Infelizmente a polícia não vai poder cumprir o mandado de prisão expedido no dia de hoje, pois foi confirmada a notícia que o segurança acusado de matar o cantor evangélico Amós Silva  morreu durante uma troca de tiros com a polícia no dia (02) deste mês. Segundo informações José Eriberto da Silva de 27 anos, invadiu uma residência onde participou uma tentativa de assalto no bairro de Pedrinhas no município de Areia Branca no estado do Rio Grande do Norte, Téo estava armado com um revolver c.38 e efetuou vários disparos contra a viatura da polícia militar daquele estado o efetivo revidou o o elemento morreu. 



Confira a matéria completa:


Na noite da terça-feira (2), José Eriberto Monteiro, o "Téo", natural de São Gonçalo do Amarante no Rio Grande do Norte, morreu ao trocar tiros com policiais na cidade de Areia Branca. "Téo" era suspeito de vários assaltos em Areia Branca, onde estaria escondido após ter escapado do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Assú.

Segundo o delegado Renato Batista, titular da Delegacia de Polícia Civil local, por volta das 22h os policiais chegaram a uma residência no bairro Pedrinhas e ao realizarem uma abordagem foram recebidos a bala pelo suspeito. No revide, "Téo" foi atingido por alguns tiro e, mesmo sendo socorrido para o hospital da cidade, não resistiu.

"Nós recebemos informações que esse rapaz estaria cometendo assaltos na cidade, inclusive sendo reconhecido por algumas vítimas, foi então que policiais militares e civis seguiram até o local onde ele estava e acabou ocorrendo o confronto e o óbito", explicou o delegado.

A reportagem do O Mossoroense entrou em contato com o Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep) e, até o fechamento dessa edição, o corpo de José Eriberto ainda permanecia no Hospital de Areia Branca, aguardando ser removido para a necropsia, tendo em vista, que nenhum familiar da vítima havia comparecido para reconhecimento cadavérico.

Fonte: Jornal Mossoroense






Do Patrulha do Agreste/ com informações do blog do Levany Junior fotos: Bartôl Neves / blog do Ney Lima e agreste notícia

Nenhum comentário: