Nº de acessos

sábado, 16 de abril de 2016

Santa Cruz irá realizar 3ª Conferência das Cidades

 Poder Público e Sociedade Civil juntos para discutir uma cidade melhor.
Mais uma reunião foi realizada e debateu formação 
da 3ª Conferência Municipal das Cidades



Com o intuito de discutir Políticas Públicas de Desenvolvimento Urbano para o município, a Secretaria de Serviços Públicos de Santa Cruz do Capibaribe, realizou na manhã desta quarta-feira (13), uma reunião para formação de comissão preparatória da terceira Conferência Municipal das Cidades que vai ser realizada em 28 de maio.

Essa comissão preparatória tem a responsabilidade de mobilizar, preparar, organizar e fiscalizar todas as etapas da conferência, elaborar o regimento interno e a programação do evento, além de definir a forma e supervisionar a eleição de delegados a formação do Conselho Municipal

O secretário de Serviços Públicos, Gilson Julião falou da importância da participação das diversas entidades na preparação da 3ª Conferência Municipal das Cidades. “Para um bom desenvolvimento urbano, nada melhor que discutir as prioridades do município com entidades, associações, movimentos sociais e sindicatos, falo isso porque eles representam os pilares de uma sociedade”, disse. 

“É muito importante reuniões como essa, é um espaço onde toda sociedade pode debater sobre políticas públicas para o desenvolvimento dos municípios. Nós do MTST, fazemos questão de participar dessa discussão”, falou Joab Gomes, representante do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto de Santa Cruz do Capibaribe.

Participaram do encontro, representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Sindicato dos Professores do Magistério (SINDUPROM), associações dos moradores dos Bairros da Palestina, São Jorge e Santo Agostinho, membros das Secretarias de Mobilidade Urbana, Cidadania e Inclusão Social, Serviços Públicos e Secretaria Executiva de Comunicação.

A 3ª Conferência das Cidades tem como tema: A função social da cidade e da propriedade e rege como lema: Cidades Inclusivas, participativas e socialmente justas.


Do  Patrulha do Agreste

Nenhum comentário: