Nº de acessos

domingo, 22 de janeiro de 2017

Detendo morre em rebelião em Santa Cruz
















 Sobre os detentos ferido a lista que foi divulgada é incompleta confira os nomes;

– Natanael Gomes da Silva 

– Fábio José Vieira 

– Jonatas Antônio da Silva 

– Gleyson Rafael dos Santos Silva 

– Felipe Rafael Cabral 

– Irani da Silva

– Danilo Ronne Silvestre 

– Cicero José da Silva 

O Secretário dr. Pedro Eurico visitou a unidade e descartou qualquer ligação com a onda de rebeliões que está acontecendo no Brasil.

Segundo as primeira informações o motim no Presídio de santa Cruz do Capibaribe no agreste do estado, teria tido início no manhã deste sábado, por volta das 07:h. o 24º BPM recebeu a solicitação de reforço e de imediato enviou o efetivo disponível para unidade prisional.

Quando por volta das 09:30h. o efetivo da Guarda Civil Municipal também chegou para reforçar os trabalhos juntamento com os agentes de trânsito que estiveram auxiliando toda operação de contenção, a noticia se espalhou rapidamente e quase todos os órgãos de imprensa de Santa Cruz e região chegaram para acompanhar de parte a situação que estava bastante tensa e dezenas de familiares de presos acompanhavam toda ação com poucas informações sobre os detentos e isso deixou o momento mais tenso ainda, mas do lado de fora nada saiu do controle das forças de segurança.

Poucas horas depois, por voltas 12:h. a situação estava totalmente sobre controle dentro do presídio, informações dão que no momento que o rebelião teve início apensa três agentes penitenciários estavam no plantão, além da guarda que realizado pela polícia militar e isso teria facilitado o motivação dos presos.

Depois da situação controlada o Tenente Olivaldo (24º BPM), conversou com familiares e passou as primeiras informações, nossa equipe conseguiu entrevistar o Tenente que fez um resumo da situação, "Os presos dominaram uma ala do presídio (Ala A), e quebraram vários objetos, camas, ventiladores, utensílios e outros, chegaram a quebrar parte da parede mas na parte interna e isso não possibilitou fuga de nenhum deles" afirmou Olivaldo

Foi necessário horas de negociação com detentos que trasiam como principais reclamações a alimentação, da super lotação e pediam a transferência de pelo menos três agentes que tiveram seus preservados pela direção do Presídio, "Nós vamos manter a visita dos familiares neste domingo (22), agora a situação está totalmente controlada, não vai haver transferência de nenhum preso e sobre os agentes vemos conversar e ver como resolver" declarou Felipe diretor do Presídio,

 Bruno (Gordo), era de São Domingos distrito de Brejo da Madre de Deus
Foi assassinado com golpes de arma branca

O saldo final da rebelião foi, nove (09), presos feridos e um morto, até o momento ainda não saiu a lista oficial com os nomes dos presos que ficaram feridos durante o motim, já o detento que foi assassinado por seus colegas, trata-se de Bruno Leonardo Santos Ferreira, de 21 anos, que morava na Rua da Roseira em São Domingos distrito de Brejo da Madre de Deus e teria sido preso em Maio do ano passado com uma moto roubada, o mesmo foi assassinado com golpes de arma branca.

Além dos nove presos, o Tenente Olivaldo também saiu ferido, o policial afirmou que foi atingido por tijolo jogado por algum detendo logo no início da rebelião, o Tenente recebeu atendimento médico lá mesmo dentro do presídio por uma equipe do SAMU e continuou trabalhando junto com seus companheiros e ficou até o final quando a situação estava totalmente controlada.

Já depois de situação controlada o Secretário Estadual de Justiça e Direitos Humanos Dr. Pedro Eurico estive presente na unida e fez uma rápida vistoria, na saída tranquilizou os familiares dos presos e falou com a imprensa, “Está tudo "bem", estive com o presos falei com eles e está tudo sob controle, infelizmente tivemos um óbito, mas sobre os feridos nada grave, sobre a estrutura não sofreu danos graves, apenas algumas grades mas tem como concertar rapidamente. Quero dizer aos familiares que a visita deste domingos está garantida e nós vamos ponderar sobre as reivindicações dos detentos e não teremos transferências de presos" afirmou o Secretário.



Em outro ponto da entrevista Dr. Pedro Eurico descartou qualquer possibilidade da rebelião ter alguma ligação com as outras que estão acontecendo em outros estado, "Quero afirmar que tenho total certeza que os motivos da rebelião aqui de Santa Cruz, foi uma situação isolada, não a menor possibilidade de ligação com o que vem acontecendo no resto do país" concluiu Dr. Pedro


Do Patrulha do Agreste / fotos Bartôl Neves / Fernando Lagosta

Nenhum comentário: