Nº de acessos

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Menor sofre estupro coletivo no CASEM em Carauru

Um adolescente de 17 anos foi vítima de estupro coletivo na tarde da quarta-feira (5) dentro da Casa de Semiliberdade (Casem) de Caruaru, no Agreste de Pernambuco. A unidade é ligada à Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). Ao G1, o delegado do caso, Luiz Bernardo, disse que seis pessoas são suspeitas de cometer o crime. "Eles [os suspeitos] negam, mas a vítima reconheceu todos", disse. Tanto o grupo de infratores quanto a vítima do estupro eram internos da unidade.

Por telefone e e-mail, o G1 solicitou um posicionamento da Funase e da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco, mas - até a publicação desta matéria - não recebemos resposta.

O delegado Luiz Bernardo ainda destacou que dos seis suspeitos, dois são maiores de idade e quatro são menores. De acordo com a Polícia Militar, há um infrator de 15 anos, três de 17, um de 19 e outro de 20 anos. "Os menores devem ser levados para a Funase e os maiores para uma unidade prisional", detalhou o delegado.

Por telefone, o G1 conversou com o juiz Rommel Patriota, da vara da Infância e Juventude. Ele explicou que os suspeitos e a vítima estavam cumprindo uma medida de semiliberdade e que eles sofreram uma regressão.

"O Estatuto da Criança e do Adolescente prevê este tipo de medida socieducativa para infratores de até 21 anos. Os maiores envolvidos no crime sofreram uma regressão. Eles passaram da semiliberdade para a internação. Mas, isso não impede que a Justiça julgue eles responsáveis. Eles podem ir para uma unidade prisional", explicou o juiz.

Rommel Patriota ainda acrescentou que a vítima passou por exames e que a localização dela ficará em segredo de justiça. "Foram tomadas todas as providências, mas os detalhes não serão repassados por questão de segurança", afirmou.



Do Patrulha do Agreste / fonte G1 / Foto: Anderson Melo/TV Asa Branca)

Nenhum comentário: