Nº de acessos

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Prefeito de Toritama entra na "briga" para Parque não abrir aos domingos



.“O decreto será mantido. Continua proibida a comercialização em bancos, 
lojas e demais locais, conforme foi determinado”, afirmou o prefeito.

Segundo a assessoria do governo municipal, o prefeito de Toritama, o Sr. Odon Ferreira (PSB) manterá a sua decisão de não alterar o que está contido no decreto, que proíbe a feira de confecções aos domingos. Esse poderá ser o único empecilho para que o Parque das Feiras de Toritama reabra as suas portas aos domingos, nesse período de final de ano. Momento em que o nosso comércio recebe um um aumento nas vendas, o chamado aquecimento comercial. 

Com isso o Prefeito informa de que por esse ano não irá alterar tal "Decreto", porém informou que em janeiro fará uma audiência e nela será posto em pauta tal solicitação, de abertura do Parque e a comercialização da feira de confecções aos domingos nos períodos de maior movimentação do comercio e aquecimento nas vendas, entre os meses de Maio á Junho e Novembro e Dezembro. Ficando assim a situação das feiras de confecções até o presente momento.


Por sua vez o Presidente da Associação dos Lojistas, o senhor Prudenciano Gomes, informou que o "Decreto", vale para as feiras de confecções e não para as lojas do Parques das Feira e disse mais que, em relação ao decreto assinado para o fechamento do comercio de confecções aos domingos. O Parque e seus lojistas são quem na verdade cumprem o que está descrito no documento, isso em comparação aos que comercializam nas bancas de feiras. E que a prefeitura sabe disso e nada fazem para proibir que eles comercializem aos domingos.
Prudêncio informou que tentará uma conversa formal com o Chefe do Executivo local afim de chegarem a um entendimento e caso não consiga um acordo, acionará outras esferas. Segundo o presidente dos lojistas do parque, essa é uma luta de todos e para o bem da cidade e do nosso comercio. 
Ficaremos no aguardo de novos capítulos dessa novela comercial.



Do Patrulha do Agreste /por Wendell Galdino

Nenhum comentário: