Nº de acessos

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Câmara de Vereadores de Toritama: Adesão a Bancada de Oposição e Novas Denúncias

Foto: Blog Santa Cruz Mais
A reunião da Câmara de Vereadores de Toritama, na noite desta Quinta-feira (20), começou com palavras ríspidas, com afirmações e acusações, além de esclarecimentos e ameaças de cassação. Estes foram os tons que marcaram mais uma reunião da Câmara de Vereadores de Toritama, Casa João Manoel da Silva.

As pessoas que se encontravam no interior da "Casa do Povo" ou as que ouviam através do rádio, perceberam que a noite prometia e que mais uma vez os opositores á atual gestão viriam prontos para o ataque e mais uma vez o Vereador Severino Antônio ou simplesmente "Birino do Sítio São João", viria pronto para o debate e como sempre o mesmo fez denúncias gravíssimas contra a atual gestão e citou por exemplo; "Birino do Sítio São João", falou do descaso da atual administração para com a cidade, segundo ele é publico e notório a falta de atenção do atual prefeito para com o povo e a cidade.

São esgotos a céu aberto, saneamentos inacabados, calçamentos estourados, obras iniciadas sem o acompanhamento da prefeitura, além de outros problemas.

Birino ainda falou e reclamou do descaso com o matadouro publico, além de acusar o governo atual de desviar os recursos que são arrecadados naquele local e ainda apresentou cópias de contas que não batem na soma geral e ainda disse que não vem sendo cumprido a norma de que seria pago as taxas de abates dos animais via banco e que continuam sendo pagos a terceiros e em mãos, o que é segundo o vereador irregular e proibido e que isso pode causar punições para o atual gestor.

E por fim disse que fará uma investigação mais rígida e que se comprovadas as irregularidades, o mesmo com base na Lei, dará entrada na cassação do prefeito. E ainda chamou a responsabilidade para os demais parlamentares.

Outra fala que muitos esperavam, era a do Vereador Dió do Sítio São João, pois desde o começo da semana, se falava aos quatro cantos da cidade, de que o mesmo havia deixado a base governista e teria ido para o grupo de oposição. E a dúvida foi tirada, pois o mesmo afirmou sua saída do governo e explicou, quais foram os motivos que o levaram a tomar tal decisão.

Em sua fala, Dió começou informando quais foram os motivos que o levou a sair da base governista. Segundo ele os parlamentares não são valorizados pelo chefe do executivo local.

E por não ser e nem tem sido atendido em suas demandas, e com base nas cobranças feitas pelo povo, foi fundamental para se tomar essa decisão. Segundo o parlamentar a maior autoridade do município é o vereador e não o prefeito.

Exigiu respeito e falou que deve a sua eleição ao povo e não ao prefeito e que o próprio povo exigiu que ele se decidisse entre apoiar o atual governo ou está ao lado da população, ele disse ter decidido ir com o povo.

Ele também reclamou da falta de interesse do atual gestor em ter do seu lado os vereadores, e atende-los na sua demanda.

Citou alguns exemplos de ações que tentou fazer através do seu gabinete em pró de algumas localidades e recebeu do prefeito um "Não" como resposta e isso o entristeceu e foi decisivo na sua decisão de sair da base e integrasse ao grupo de oposição.

Outros vereadores fizeram uso da palavra, mas apenas no aparte informando uma ou outra ação, mas nada que viesse a ter grande destaque.

E assim fechamos mais um resumo de mais uma sessão ordinária da nossa Câmara de Vereadores.

Por: Wendell Galdino
Do: Patrulha do Agreste

Nenhum comentário: